Perfil de Investidor

Como e por que eu deveria saber qual o meu perfil de investidor?

Você já ouviu falar sobre Perfil do Investidor? Ou então já te disseram alguma vez que devido ao seu perfil, você não poderia fazer determinado investimento? Afinal de contas, o que é Perfil do Investidor? E como você descobre qual é o seu perfil?

O Perfil do Investidor (Suitability) é definido através de traços da sua personalidade, e é proporcional ao grau de risco que o investidor está disposto a correr. Isto é, a definição de perfil ocorre a partir de traços comportamentais que podem impactar diretamente no curso do investimento.

E quais são os Perfis existentes?

Conservador

Como o próprio nome sugere, é voltado para um perfil mais conservador. Seu maior respaldo está na segurança e menor aptidão por riscos. Pessoas neste perfil geralmente optam por investimentos de renda fixa, onde encontram maior segurança, menos volatilidade e consequentemente um lucro menor. Alguns exemplos de investimentos que pessoas dentro deste perfil estão aptas a investir são: 

  1. Tesouro direto; 
  1. Fundos de investimentos; 
  1. Poupança; 
  1. CDB; 
  1. LCA /LCI, etc. 

Moderado

Este perfil se encontra em um meio termo. Um investidor Moderado possui uma pequena aptidão a riscos, mas ainda necessita de um respaldo na renda fixa. Uma vez que ainda sente necessidade de ter certa segurança, ao não se expor totalmente ao risco. Alguns exemplos de investimentos para pessoas deste perfil são: 

  1. Fundos de ações; 
  1. Ações; 
  1. Tesouro direto; 
  1. ETF (Exchange Trade Funds); 
  1. Fundos Imobiliários, etc. 

Arrojado ou Agressivo

Este perfil compatível para quem está disposto a correr riscos, compreende que existirão momentos de perdas e quedas nos seus rendimentos. No entanto, possui consciência que as perdas são necessárias para um futuro aumento da lucratividade no futuro. O investidor arrojado compreende que os riscos do negócio são proporcionais aos ganhos futuros. Alguns exemplos de investimentos para pessoas neste perfil são: 

  1. Opções; 
  1. Derivativos; 
  1. Comodities;  
  1. Câmbio; 
  1. Ações, etc. 

Agora que já sabemos o que é o Perfil de Investidor e como ele pode ser categorizado, como saber em qual eu me encaixo? E por que devo saber em qual perfil de investidor eu me encaixo? 

O primeiro passo para responder a estas perguntas é entender o nosso próprio perfil. Qual o grau de risco que nos deixa confortável? Até onde estamos dispostos a nos expor e expor nossos investimentos? Para isso existem testes fornecidos por bancos e corretoras, entre outras instituições financeiras.

Dentre os fatores de análise do perfil, um levado muito em conta é a idade. Pois o fator tempo está diretamente relacionado ao apetite a risco que a pessoa está disposta a correr. Apesar de ser um critério de peso, ele não é o único a ser avaliado pelo teste. Outros fatores como maturidade de mercado, experiência ou histórico em operação de ativos financeiros, e como reage a perdas financeiras também entram na avaliação. 

Agora que você já está familiarizado com o Perfil de Investidor, como fazer para determinar o seu, e por que saber qual é o seu Perfil de Investidor? 

É de suma importância conhecer qual o nosso perfil de investimento para poder calibrar as estratégias de investimento em determinados projetos e empreendimentos. Assim será possível equalizar o apetite a risco, juntamente com o Custo de Oportunidade somado ao capital disponível para investimento. O resultado dessa equação simples será positivo e potencializado caso a apuração dos dados anteriores tenha sido feita de forma precisa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

R. Prof. Filadelfo Azevedo, 566
Vila Nova Conceição, 04508-011
São Paulo – SP

Direitos reservados Plano Consultoria Financeira – 2021.